terça-feira, 31 de agosto de 2010

Lucy Corrêa visita a África

A Escola Lucy Corrêa de Araújo visita nesta quinta-feira próxima, 02/09, a XIV Feira Pan Amazônica do Livro que homenageia os cinco países africanos que falam a língua portuguesa: Cabo Verde, Angola, São Tomé e Príncipe, Guiné Bissau e Moçambique. Com a perspectiva de receber cerca de 500 mil visitantes com o objetivo de promover a leitura.

Uma vasta programação deve animar os mais variados públicos e tribos que farão das visitas uma verdadeira demonstração de diversidade cultural. O povo brasileiro possui uma aproximação enorme com a cultura africana, haja vista que parte daquele povo foi forçosamente mandado para o Brasil na condição de escravo, mas, que deixou seus costumes e hábitos culturais e que hoje estão enraizados na cultura brasileira

E, para também fazer parte dessa homenagem, a escola Lucy Corrêa, por intermédio de seus professores e alunos farão uma apresentação do que foi uma manifestação cultural como forma de diminuir o sofrimento causado por seus algozes. O grupo de dançarinas apresentará Lodun e Pretinha d’Angola na Feira Pan Amazônica, além de um curta de contextualização da dança "Lundum".

A iniciativa é da SEDUC que através da USE15 montou a programação para as escolas marcarem presença na feira e contribuir para o engrandecimento do que é o maior encontro da cultura literária no Norte e na região. Portanto, a Escola Lucy Corrêa espera com essas apresentações marcar o evento e dizer ao povo africano que o sangue que corre nos brasileiros, especificamente nos paraenses é negro. Negro, palavra que ninguém não compreenda e que todos têm em seus gênes.


1 comentários:

Anônimo disse...

Parabenizo a escola pelo compromisso social que vem apresentanto por intermédio da Direção, Corpo Técnico-Administrativo, Apoio e Docente.

2 de setembro de 2010 13:40

Postar um comentário